Monthly Archives: January 2003

Até amanhã.

obrigada..por tudo…

Advertisements

Preciso dormir.



No caminho para Águas de São Pedro vi quatro luzes dançando no céu.

Tinha tudo para ser um show de raios laser. Espero que, de fato, fossem.

Imagino que tenham vindo do Hopi Hari. Só que, quando passamos pelo

Hopi Hari, não havia nenhum show de luzes. Mas tenho a mais pia certeza

de que os E.T.s não iriam querer fazer contato comigo. Não hoje.

Estou tão cansada que mal consigo distuinguir as letras do teclado.

Todas me parecem muito familiares mas meus dedos perderam a memória

temporária que mais volto e apago o que escrevo.

Não quero criar expectativas, mas acho que agora é tarde, já as criei.

No dia 5 de fevereiro, acontece uma coletiva de imprensa para falar

do novo programa que estamos produzindo em parceria com um grande

cliente, uma grande produtora e o melhor diretor de programas de

TV, Nilton Travesso, meu amigo, meu padrinho de casamento, meu

guru na tv.

Tudo dá muito, muito trabalho. O nível de exigência é muito alto, mas

faz parte da lição aprender a dizer sim e não nas ocasiões certs.

Por enquanto, só posso agradecer o apoio dos queridos leitores e esperar

que no dia da estréia, todo mundo esteja assistindo.

Vou avisar quando e onde, pode deixar.

Agora, vou dar uma volta na web e já volto.

Fiquei emocionada com os comentários tão bacanas, divertidos,

afetivos e sinceros.

Como hoje, em alguns momentos, fiquei sensibilizada com algumas pessoas

tão doces e carinhosas.

Beijos.

Ah, sim, já estou em Águas de São Pedro.

Está calor e cheio de bichos.

Exatamente o que eu precisava..

I will survive

Vou contar meu dia ainda hoje. Cheguei agora, em jejum, da hora que acordei até aqui. Trabalhando sem um hiato sequer.

Não me queixo. É a vida que escolhi. Mas ‘ôrra meu’ a incompetência é alma da estafa.

Vou viajar hoje, pra Águas, mas me conecto de lá.

Por enquanto só de saber que o post teve 35 comments, já me sinto recompensada.

ninguém sobrevive sem ser amado.

beijo.

ro

Amanhã eu vou não vim

Quando eu dava aula de inglês, um aluno me disse assim “teacher, amanhã eu vou num vim”.

Nunca mais esqueci a frase. Também me lembro de outro aluno dizendo que tinha feito a

lição mas não podia entregar porque ele não havia feito a lição no papel e sim, na cabeça.

Eu disse, então, ‘tudo bem, entrega a cabeça’. Alunos são maravilhosos.

Mas agora, queridos alunos, tenho uma boa notícia: amanhã eu vou num vim. OU seria uma

má notícia? Estarei gravando em estúdio das 9 da manhã até o fim da tarde, quando talvez,

eu consiga postar. Beijos e torçam pra que tudo saia bem!

Miss Quece!!!!

E agora Jose (anne)?



Vai abrir mão do título de Miss pra posar nua pra Playboy
.

Ora, ora, ora…ve-jam só!

Enfim, não tenho nada com isso.

A vida é dela, o corpo é dela, o título é dela, o dinheiro é dela,

e a sorte é dos garotões que adoram ver misses nuas.

Só que, é estranho, ela fez tanto para ser MIss e agora

diz Miss…queçam!!

Miss…perem , que eu já já saio pelada na capa!

Miss…miucem com os olhos…

Miss…perimentem!!!

Ela já vai fazer as fotos para o Paparazzo, claro.

Tudo bem plajenado.

Como exige o Marketing moderno.

Olé.

Ciclope

Adorei esta notícia da CNN,

“Encontrados em Creta vestígios relacionados ao mito dos ‘Ciclopes’ ”
,

especialmente porque se era um mito, era imaginário e,

portanto não poderia ter deixado vestígios. Faz todo sentido do miundo.

Sempre achei o Ciclope muito engraçado e não assustador, tanto assim que quando

vi “Monstros” adorei o bichinho que era um olhão, o Wazowski.

A matéria diz que pesquisadores da Ilha de Creta, na Grécia, encontraram

dentes e ossos de um tal de Deinotherium Gigantisimum, um monstro que pode ter

gerado o mito do Ciclope. Infelizmente os fósseis não são dados a diágalogos e os

cientistas tem que arrancar informações à fórceps.

O dente que acharam, é de ‘responsa’: um canino de 1,4 metro e estava perto de uma

plantação de oliveiras.

Com a fome que estou (não almocei), já associei oliveira com as óbvias azeitonas, as

azeitonas com a pizza e minha boca está agüando.

Ai que fome.

Guerra é guerra!!

Olha que manchete sensacional:

“KaZaA contra-ataca e processa estúdios e gravadoras nos EUA”.

Enquanto os estúdios e gravadoras processam o KaZaA no quesito direitos

autorais, o KaZaA processa os estúdios e gravadoras por monopólio.

Eu só sei que é tão bom baixar arquivos pelo Kazaa… Nâo pra vender,

nem pra piratear, mas pra consumir, pra ver e ouvir, pra ser feliz e

sonhar, pra descobrir e relembrar…

Foto

Vou produzir uma foto do meu cabelo com escova, para aprovação geral. Só espero que esta maldita chuva não arrepie a obra de arte do meu telhado!!!

Escova

Perdoai-me! Eu não sabia, eu não tinha idéia…!

Em toda a minha vida, longa e vasta, mas que pretendo seja menos da metade do todo que ainda tenho

para vivier (quero completar um século no planeta), eu nunca tinha fetio uma…escova no cabelo.

Agora, que experimentei esse luxo, essa delícia que é, vou defender com unhas e dentes todos os

seres que, hoje, como eu, odeiam a chuva que estraga a linda escova que você acabou de fazer no

cabeleireiro.

Também compreendo a paixão das mulheres já viciadas há muito na escova, pela técnica de alisamento

japonês ou escova definitiva. Se a gente busca o homem definitivo, o emprego definitivo, por que não a

escova definitiva? Agora entendo, agora entendo…

A sensação fica, os cabelos agradecem, o resultado do espelho é incrível.

Duro é a sensação de ir dormir e amassar a obra, estragar o look. Dá uma dor no coração.

Novata no assunto, estou passando agora pela fase de cogitar dormir pendurada no armário, em pé,

recostada só até o pescoço, ou na cama, com a cabeça para fora.

Não é fácil amassar a beleza de um cabelo escovado.

Sem contar a tristeza de amanhecer com o cabelo derrotado e ir juntar suas lágrimas com as as

do chuveiro…

Enfim, queridos leitores, estou sob efeito de uma recente escova.

Graças a Deus tenho um Nextel com viva voz (parece propaganda, hein? e é!) . Porque meu

celular assim como meu telefone fixo, ameaçam a integridade do meu cabelo!!

Como disse minha filha, depois de sua

primeira escova, ‘vocês vão me desculpar, mas desta

vez, eu fiquei linda!’

kkkkkkk!!!

Saideira

Antes de ir, mais um comentário. Hoje, será lançado o programa Fome Zero, às 15 horas.

Há críticas por todos os lados, inclusive de gente do próprio partido. Pelo que eu li, também

não está tudo estruturado, mas já foram escolhidos vários projetos dos 42 indicados.

Até o cachê de Gisele não foi o esperado. Mas, so what? Pelo menos alguém está tentando

começar a fazer alguma coisa. Nâo vamos começar a criticar. Acho que a intenção é boa e

todo mundo pode participar e colaborar.

Se você quiser doar dinheiro, ótimo. alimento, perfeito. Mas você pode doar sua confiança,

seu bom senso e sua compreensão.

Pode doar suas idéias .

Pode doar seu coração.

Até.

Fofocaria e Noticiação

Bom dia! Aceite este cumprimento com ponto de exclamação como uma tentativa de neutralizar o cinza ratinho que vejo da janela sobre toda a cidade de São Paulo. Desanimador. Dá vontade de chamar aquela senhora que anima os auditórios de tv pra fazer todo mundo levantar e aplaudir, apesar do show estar fraquinho.

Vou dar uma olhada nas notícias e já volto. Por enquanto, estou lendo a coluna do Feltrin.

tããããão simpática!

Até amanhã.

Nossa, tô toda dolorida. Não tinha 30 mangos pra pagar pro moço do

shiatsu que atende na agência.

O Ministério do bom senso deveria baixar um decreto transformando janeiro

num mes de vinte dias.

Mil perdões!!!!

Conhece aquele programa, Pequena Empresas, Grandes Negócios?

E o programa Pequenos Enganos, Grandes Cagadas? Não?

ah, esse eu devo ter inventado agora. por isso a página estava demorando

tanto pra carregar.

eu quis fazer com que ela ficasse mais leve, apenas com os últimos 25 posts,

e coloquei, os últimos…25..dias!!!

agora, coloquei 50 posts.

ufa.





Procurando

Estou procurando a origem de expressões como ‘pintar o sete’, ‘corredor polonês’,

‘tirar o cavalo da chuva’,entre muitas outras.

A do cavalo foi fácil. Corredor polonês, no sentido de apanhar das duas filas,

não consigo achar. Agora estou no pintar o sete. Se alguém tiver fontes fidedignas

que não páginas pessoais, agradeço.

P.S. – De onde veio o ‘rei da cocada preta?’

P.s. 2 – Ah, sim, o site do guia dos curiosos

Trabalhando sem parar

Tudo dá trabalho. Estou gravando externas, estúdio, produzindo, roteirizando. Tudo dá muito trabalho.

Estamos terminando um livro, um projeto e andamento há um ano. É hora de revisar textos, pesquisar detalhes.

Tudo dá trabalho.

Estou tentando acabar de escrever a coluna Palavras da Revista dos Curiosos. Incrível , mas dá muito trabalho.

Especialmente, pra fazer direito.

Pra fazer meia boca, dá menos da metade do trabalho.Mas precisa ter o tripo da cara de pau.

Chiques

Gente bacana foi ver desfile no Fashion Week. Eu não fui. Não devo ser bacana.

Mas sou legalzinha. E como sempre digo, sou muito famosa para ser anônima, porém,

muito anônima para ser famosa. Muito rica pra ser pobre mas muito pobre pra ser milionária.

“No momento, estou um pouco gorda pra ser magra, mas muito magra pra chegar a ser obesa.

Apesar de tudo, ainda vejo a mediocridade como um abismo a temer, num mundo

onde muita gente ainda vê a mediocridade como uma meta a ser atingida.

(isso veio de um velho texto da web…)

Um prêmio para quem achar e corrigir o erro da página.

Mexi na html. Aquilo del Nisso



Pergunta: quem é mais machista o homem ou a mulher?

Comportamento machista não é privilégio de homem. Desde a liberação feminina, muitas mulheres

passaram

a ter não apenas direitos iguais mas defeitos iguais.

Assim, muitas de nós, mulheres, onde me incluo não apenas sexualmente mas por reconhecer-me

horrivelmente machista em muitos momentos, adquirimos

este mau hábito de exercer o chauvinismo, quando deveríamos exercer o chô-vinismo.

Porquinhas cor-de-rosa de Walt Disney, assumam seu machismo e opinem:

quem é mais machista hoje, o homem ou a mulher?

levanto a questão porque li a coluna do

Kike, no UOL

e ele diz que a Miss Brasil 2002 foi defenestrada do BBB3

por machismo feminino.

concorda?

Servido? Servida?

Vou comer minha tradicional salada delivery e depois a gente se fala.

Outro dia, ailás, tinha uma pequena criatura viva andando sobre uma

folha de alface. Era mínima, um microponto, um pixel que caminhava.

Não fiquei desesperada, nem culpei o restaurante.

Era algo imperceptível.

Que poderia ter surgido de qualquer lugar.

Joguei a folha com o pequeno Pixelzinho, no baldinho de lixo.

Hoje, graças a Deus, está tudo parado no meu prato.

Estou olhando bem, com aquele senho franzido dos policiais.

E se alguém se mexer, não atiro: eu tiro!

Ufa

o serviço voltou.

bem naór dualmôssss

De volta

Um urubú rasante passou voando. Fiz o que deveria. Chô urubú! e o bicho se foi.

Quando alguma coisa começar a indicar que está tomando rumos em direção a Não

Dar Certo, ou efetivamente apotnar sinais de dar errado, tome as rédeas da situação.

Questione pra ver se o que foi dito realmetne foi dito, se o que acontece de fato aconteceu

(apure também as circunstãncias). Porque sempre tem um ‘eu mandei o boy entregar ontem’

que acaba sendo ‘eu dei a ordem ontem, mas ele ía chegar aqui, pegar o envelope e entregar

hoje cedo’, que acaba explicando o fato da pessoa não ter recebido nada até agora.

Sempre tem um ‘eu já passei o email pra ela’, mas a rede tinha caído, a pessoa não estava

conectada ou algo assim. Deixar recado, passar email, dar a ordem não quer dizer que

a pessoa tenha rececido o recado, lido o email ou executado a ordem.

Se pintar uma mirage de urubú ao longe, se você cheirar urubú na redondezas, se

você intuir que estão urubuzando sua seara, acenda a luz do bom senso.

Esclareça tudo.

A clareza é a melhor aliada do nosso medo.

Até já.

Acordada

Acordei. Estou acordada. E de acordo, com a hora.

Agora é tomar cafeé e, sem demora, me aprontar pra trabalhar.

Mas antes, passo aqui.

Servido?

Boa noite

Até amanhã.

Descanse bem…!

Gisele,

a maior compradora de mídia do mundo.


Gisele é esperta. Inteligente. Bem assessorada. Além de linda, perfeita e etc, claro.

Mas o que ela fez é digno de prêmio no festival de Cannes.

Não no de cinema, mas no festival de publicidade.

Categoria? Mídia.

Ninguém compra midia como Gisele Bündchen.

Ao anunciar que ela doaria um cachê de 150 mil dólares, começou a ganhar muito, muito

espaço. Notas em colunas, na tv, no rádio, na web.

Quanto mais próximo do Fashion Week, mais intensa a cobertura.

Até que chegou..o desfile. E dos prometidos 150 mil dólares, ela deu 50 mil reais para o

Fome Zero. LIndo gesto.

Mas com 50 paus, gente, 50 kilo mangos, você não compra nem uma página dupla na Veja.

Nem trinta segundos, na TV em horário nobre na Globo.

Com 50 paus de mídia você não faz quase nada. Compra rádio, uns banners e olha lá.

Mas ela, Gisele, com 50 mil reais, ganhou capa de todos os jornais, todos os telejornais da TV,

todas as rádios do Brasil, toda a web que quis.

E isso, posando de moça bacana, que é mesmo, e do bem, que também deve ser.

Claro, ela só conquistou esse espaço porque ela é …Gisele.

Mas vai comprar mídia bem assim lá na China!

Mulherada não gosta da Miss Brasil…

Josie foi eliminada. Deu algumas bolas fora. Falar que não sabe se o Mad Max beijou bem porque

estava escuro e ela não viu, foi de uma agressividade imperdoável mesmo.

Ninguém vê o próprio beijo, pra começo de conversa. Burrice das grossas. Tudo bem a gente

dá um desconto, tá nervosa, ao vivo, na globo, num picão de audiência…

Mas desprezar o rapaz, dizer que não sentiu nada…pegou mal.

Pelo menos, o povo que deu 64% dos votos, não gostou.



Deus salve

as faxineiras e faxineiros


Tomei a decisão mais acerta para esta terça feira: não fui para o trabalho.

O que não significa que não tenha trabalhado. Trabalhei muito, dobrado, da hora que acordei, até agora,

alternando tarefas mecãnicas, intelectuais, criativas

e faxina dura até a exaustão física. E tem mais, ainda não terminei. Tenho textos para entregar esta noite.

Durante o dia, escrevi e fiquei online com a Synapsys, via icq, email, telefone e Nextel. Embora a vida sedentária

não seja boa pra ninguém, a opção bunda-na-cadeira pareceu uma sábia alternativa aos trinta e três pontos de

alagamento da cidade e o trânsito caótico.

Quando finalmente terminei as tarefas de texto da agência, resolvi botar ordem na casa.



Minha casa, que é um apartamento, está em reforma. A bagunça é geral. Pra poder fazer o piso,

o teto, a pintura de um quarto, tudo o que estava dentro foi remanejado pro resto do espaço.

Pilhas de caixas com tralhas, fundos de armário, enfim, uma coisa horrorosa.

Pois consegui colocar tudo de volta sozinha para o quarto, transformando meu hercúleo trabalho

em exercícios de academia.

Além do levantamento de peso tradicional, fiz muito,

muito leg press.

Caixas imensas cheias de livros, que só saíam do chão se empurradas com os pés. Fui fazendo leg

press pelo corredor até chegar ao quarto. Outras, tive que carregar até um tapetinho comprido para depois

uxar o mesmo, enquando encolhia e segurava o abdômen. Duas horas depois, eu estava quase chorando

de cansaço e alegria, pedindo a Deus para iluminar e proteger todas essas mulheres

incríveis que são as faxineiras que além de fazer dez vezes o que eu fiz, todo santo dia, ainda pegam

quarto ou cinco conduções, trem, para ganhar pouco e morar mal. Isso quando o marido não bebe

e os filhos dão problema. Santas, verdadeiras santas.

Aliar feminilidade ao serviço pesado e bruto da faxina é coisa pra canonização.

Depois de um banho gelado para recuperar a minha existência, maridão chegou e eu, orgulhosa

mostrei o produto do meu esforço. Um beijo e um largo sorriso me compensaram.

Agora, posso sentar e completar o que falta, a coluna ‘Palavras’ da Revista dos Curiosos que

graciosamente escrevo para a editora do gentil e competente Marcelo Duarde, jornalista e escritor,

casado com minha querida amiga Maysa Zakzuk, que cresceu e

floresceu de produtora a diretora dos infantis da TV Cultura.

Preciso fazer um outro post, já já.

Beijos!



Onde estão os Raelianos?

saíram da mídia? ninguém mais fala?

bom, no google news eles ainda aparecem.



neste link australiano,
há um comentário sobre um video que eles teriam colocado em

seu site,

todo reformulado, aliás.

Eu não achei o link do video. Mas tudo bem, porque o jornal australiano dizia que era tudo bobagem.

P.S. – O site dos Raelianos é www.rael.org,

e os videos estão aqui,

no RaelTV.

P.S2- E já que o BBB está sendo politicamente correto, colocando ao melhor estilo Benetton,

um afro descendente, uma descendente de asiáticos, representantes da comunidade gay (suponho eu ),

e agora um homem de ascendência judaica, aproveito para lembrar que quando alguém pergunta para o

líder dos Raelianos o famoso ‘what’s your name?’, ele responde

– My name is…rael.

Deve ter sido a partir disso que ele construiu o nome, já que o E.T. que apareceu pra ele, t

inha o nome de D’us em…hebraico, Yahweh Elohim ( Elohim é Deus em hebraico, e Yahweh (sim, Jeová)

é a forma que podemos dizer Deus sem mencionar seu

nome em vão,

como já disse num outro post)

Viajei?

Tudo bem.

Meu lema é Rosana Hellman’s Airways, viajando de primeira classe na maionese light !

Mistura Fina



Joinville pode decretar
estado de emergência amanhã, por causa das chuvas.

Cientistas dizem que o



celular ‘cega’
o motorista.

Link traz todos

os joguinhos
velhos do PC ,

dos mais bestas aos mais bacanudos.

E uma

lista de links com sites de notícias,

na Radiobras.
E se alguém passar pra você o link que você passou pra ele,

faça exatamente como acontece

quando a pessoa vem contar pra você

a piada que você contou pra ela: não ria.

<a href="http://www.crue-l.com/disco/kk_disco/kk_disco_top.html&quot; title="KAHIMI KARIE – "Larme De Crocodile "

” target=”_blank”>



Chuva, desgraça e mundo fashion.

A chuva cai, o

dólar sobe.

Pessoas

morrem
inundadas, soterradas ou ficam desabrigadas. Uma tragédia nacional,

num mundo desequilibrado onde não são mais

as águas de março que fecham o verão,

mas as águas de janeiro de um planeta descuidado pela ganância e pela poluição.

Dentro das casas abrigadas, segundo



Daniel Castro da Ilustrada
, a classe média transforma o Big Brother num hit,

especialmente hoje, em dia de paredão.

Nas passarelas do



SP Fashion Week
, um mundo à parte, composto pelo glamour e pela ilusão.

Não estou na esquina da<a href="http://www.sampacentro.com.br/templates/credito.asp?id=418&num=2&quot;

target=”_blank”> Ipiranga com a São João, não.

Mas alguma coisa acontece no meu coração….