Monthly Archives: August 2003

“Um domingo em que o Brasil correu :
Em Paris, equipe brasileira ganhou a medalha de bronze no revezamento 4×100

No Rio, 12 mil atletas participaram da Meia Maratona Internacional

Em 605 cidades, dois milh?es de estudantes se esforçaram para n?o perder a hora do Exame Nacional do Ensino Médio”

Eu sabia! Por isso que eu corri 8 quilômetros e meio hoje, era o dia!!!

Advertisements

Ciclone Jimena vai em direção ao Hawaii

É Jimena, não confunda. E abafa o caso.

Win Becil

(AP Photo/Duane A. Laverty)

Bush deixou seu próprio cachorro Barney, cair, em Waco, Texas. Ele rapidamente pegou o cachorro que não sofreu nenhuma seqüela. Leia mais.

Sim, estou online
E quem não está num domingo à noite?

Millôr

Eu estou com o Millôr no assunto traição. Como é que os homens podem trair mais que as mulheres? Eles traem com quem, então?

UPDATE – Santa Sincronicidade, Einstein! Como é que pode? Eu estou vendo o Fantástico e essa pesquisa boba sobre traição, lembro do que o Millôr disse, etnro no site do Fantástico para ver exatamente o resultado da pesquisa para comentar no post e…encontro este belo texto falando sobre o Millôr Fernandes e descubro que no dia 16 deste mês eles fez 80 anos. E eu nem soube disso pra mandar parabéns.

Sniff.

Cultura DOL:
“Mas, em TV, não há autonomia de criação. Ninguém está aqui para fazer arte, mas para vender óleo e sabão em pó’, diz, Miguel Falabella.”

Tá vendo, por isso é que faz tanto sentido o que a Synapsys faz, produzir advertainment. Por isso estamos oficializando nossas atividades como criadores/produtores de ‘branded shows’, programas desenhados especialmente para marcas. Porque…pensando bem, todos os outros programas não têm a marca…da emissora? Que também é uma empresa que está lá para vender?

Falabella explicou tudo. Enfim.

Cocadaboa: Nizan organiza primeiro Flash Mob publicitário

Que maravilha! É o boato mais criativo e mais produtivo que já vi na minha vida, juro.

Porque duas coisas podem acontecer:

1) Pessoas vão acreditar nisso

2) Pesosas não vão acreditar nisso

As pessoas que vão acreditar nisso poderão

a) ir

b) não ir

As pessoas que acreditarem e forem à esta falsa Flash Mob farão com que o boato aconteça e aí, será o caso do primeiro boato que virou fato!

Se as pessoas que vão acreditar nisso não forem, nada mais pode acontecer. A mesma coisa acontecerá, ou seja, nada acontecerá, se as pessoas que não acreditam não forem.

Porém, se as pessoas que não vão acreditar nisso, resolver ir, só de sarro, só pra brincar, uma coisa pode acontecer:

– Pessoas que não acreditam encontrarão pessoas que acreditam e farão juntas, a primeira Hoax-Flash-Mob do Mundo!!!

Separados no estúdio de gravação
Zapeei e pimba! Ouvi um cara falando igual ao Faustão. Idêntico. Muito engraçado.

Multishow
Acabei de ver um documentário sobre Sinéad O’Connor, na série Por Trás da Fama.
Tão bonita, tão talentosa, tão maluquete.
Tão segura, tão polêmica.
Tão torturada por um passado tão problemático.

Muito engraçado!

O comercial do caderno de esportes do JT, que acabei de ver no multishow. O pai está na cozinha, lendo o caderno de esporte totalmente concentrado. O filho pequeno chega correndo da área de serviço e diz:
– “Papai, papai! A mamãe caiu na área!”
E o pai, sem tirar os olhos do jornal:
-“Então é pênalti. Se caiu na área é pênalti, pode avisar.”
E o menino sai gritando
– “É Pênalti! É Pênalti!”

Morri de rir.

8 1/2
Não, nada a ver com Fellini. Corri oito quilômetros e meio e estou muito feliz comigo mesma. Apesar de ter mais me arrastado do que corrido. Apesar do tênis velho que já esqueceu até a 3a. Lei de Newton.
Mesmo assim estou contente. Banhada, cansada mas me sentindo gente.

wInterNet

Madama Butterfly (1974) (TV)
Deve ser bom pra ver depois do almoço.
Neste momento, o Plácido Domingo está vendo as japonesinhas chegando. Já já ele sei apaixona.

Detalhes desta produção pra a TV, de 74, adaptação da Ópera Madame Butterfly de Puccini, aqui.

Neste outro site, onde encontrei este poster, tem uma boa explicação sobre a ópera. Vou traduzir o começo:

“Madame Butterfly originou-se de uma história de John Luther Long e foi adaptada para o palco por David Belasco. A peça estreou com grande sucesso em Nova York, no ano de 1900, atravessando o Atlântico rapidamente para uma produção em Londres, onde foi vista por Giacomo Puccini.

A primeira versão de Puccini para a ópera foi um fracasso no La Scala, em 1904, mas uma versão revisada fez sucesso no mesmo ano, a mesma que conhecemos hoje, uma das óperas mais produzidas.

Butterfly é diferente de outras óperas. É intimista, se ações espetaculosas, desenrolando-se inteiramente dentro de uma casa em Nagazaki. Só há um enredo, sem histórias paralelas.

Almoço
A pior coisa do mundo é comer demais e perceber que além de ter excedido a quantidade o conteúdo da comida não satisfez o desejo psicológico. Agora, só tem duas soluções razoáveis, não-patológicas: a primeira é esperar a digestão vendo um filme. E a segunda é sair pra correr depois da digestão pra queimar calorias.
Não sei se eu já disse, mas partilho o sentimento de muitas mulheres e muitos homens que visitam este blog, a vontade de viver bem, ter saúde, ter um corpo bacana mas sem virar essa coisa escrava que passa o dia contando calorias, centímetros, gramas, tendo como ideal de vida reduzir a gordura corporal a zero.
Essa mania mantemática, de contar, de se pautar pelos números, é a primeira ferramenta da obsessão. E a obsessão é a antítese da liberdade.
Gente, o que botaram no meu almoço??

bRUNCH!
Finalmente, vamos sair pra comer. Em jejum até uma da tarde não é mole não.

Free Day Pass e Thirteen

Foi assim: entrei no Salon.com

que é Ótêmo, vi uma ilustração do Scwarzenegger com a manchete “Você deixaria sua irmã votar nesse cara?’, com um ôlho da matéria falando sobre seu jeito machista de ser.

Cliquei pra ler.

Li o começo e aí, o texto me avisou que eu tinha duas opções: tornar-me uma assinante ou assistir a um comercial do filme Thirteen e ganhar um ‘free day pass’ pra navegar no site sem pagar nada. Belê.

Adorei a opção, porque além de ler tudo, ainda curti ficar vendo os clips do filme.

A onda pink vai arrasar. Se não ficar tudo azul, pelo menos, vamos ver um mundo temporariamente cor-de-rosa.

E a idéia de ter um ‘patrocinador’ do dia, que oferece o free pass, também é genial. (Nossa, bateu um banzo e eu me lembrei do tempo em que encanei de divulgar o The Hunger Site, que tinha um patrocinador para cada click doado. )

Querido Leitor, como você e Carla Freire
Tem gente que sabe de tudo. em maio, a Carla Freire me mandou pelo Submarino, de presente, dois maravilhosos CDs do Emmerson Nogueira.
acho que em maio ele não tinha estourado, mas ela teve a capacidade de surfar a onda e, como no velho oeste, sacou primeiro. o cara é genial e de lá pra cá, todo mundo começou a falar.
mesmo que pareça puxação de saco, os queridos leitores deste blog são o maior patrimônio deste espaço. gente bacana, gente diferente, gente inteligente, gente animada, gente sacada, gente de todo lugar.
cada vez que leio os comments, fico mais impressionada. como tem gente antenada!
Nada pode ser melhor do que a diversidade porque enquanto um trabalha muito o outro passa a ser o seu repositório da preguiça, com todas as boas memórias do ócio.
Enquanto um vive sem grana, o outro fala que a vida nababesca não é a solução pra cabeça.
Cada um e todos fazem a magia da variedade, o verdadeiro tempero da vida.
Só tem que tomar cuidado, sempre, pra não se deixar destruir pelos ataques virulentos que nos rondam sempre. FAz parte.
Agora, por exemplo, acabei de lembrar do dia que por uma idéia coletiva dos queridos leitores daqui, o povo resolveu escolher um post para todo mundo entrar e comentar, pra bater o record de comentários.
Aqui aprendi que a gente tem que abrir mão sempre, da mania de querer ser o autor de tudo, o inventor de tudo, como se as idéias que a gente produz não fossem farofas das idéias que os outros nos dão.
Pois são. Hoje, por exemplo, eu descobri, que eu sou uma farofa de tudo o que vocês também são!
Pois não?

The Flash
Coitada da turma que fica azeda porque os outros se divertem em flashmobs alegando que é gente que ‘tem tempo livre pra não fazer nada’. Agora, então, fica claro que milhões de pessoas tem tempo livre pra não fazer nada mesmo, dar rolê na web e ainda deixar comentários em posts cheios de alegria!
Acabei de passar no funnysun.blogspot.com e deixei um recado:

“Trouxe um beijo, um browse, um aperto de mouse e uma flashfarofa rápida pra dizer que a felicidade não existe, o que existe, são flash-momentos felizes!
ahahahah!

rosana hermann”

Ou vai me dizer que tem programa melhor pra esse limbo de domingo?

PS – Lembrei de quando os queridos leitores daqui faziam esses movimentos pra deixar um post com record de comentários! Lembra?

Ah, sim
bom dia. antes que tardia. tá um frio desgraçado aqui em são paulo, capitólio. um frio gelado que atravessa os ossos com a umidade do ar. na tv, um monte de porcaria, reprises, filmecos, canais de televendas. a família, toda de pijama. a preguiça é tanta que não consigo nem apertar a tecla shift pra fazer letras maiúsculas.
todo mundo em jejum, aliás, esperando bater a fome de brunch, pra fazer aquela boa mistura de café da manhã com almoço.
o domingo de marasmo, promete.

Vegas

Se você, como eu, atravessou as décadas de 70, 80 e 90 como fã de Elton John, desde os idos tempos de Benny and the Jets, Rocket Man, até o tema pra chorar a morte de Lady Di, atenção para a boa notícia: Elton John fechou um contrato de dois anos com o famoso Hotel/Casino Caesars Palace em Las Vegas, assumindo os dias de folga de Celine Dion.
Ou seja, se você quiser vê-lo tocando, já sabe para onde ir: Las Vegas.

boa noite
ficou meio tarde, de repente. uma e meia da manhã. mas essa é a parte boa da vida, viver sem compromisso com o relógio. compromisso hoje, só com o termômetro…
até mais tarde.

Não é caro?
Pensei em me matricular num curso de ensino à distância. Fiquei interessada. São 40 horas de conteúdo. Mas o preço não me agradou. Três parcelas de R$250,00. Não é muito isso, pra um curso, ou eu estou totalmente por fora?

Gostei
Claro que não é um filme cabeça, por isso mesmo gostei. É bem divertido, a gente ri muito. Tem gente que ri mais, mas aí já é outro caso. Tem gente que ri só porque o cérebro fica todo feliz porque conseguiu entender a piada.
Mas Hollywood ending, de Woody Allen, é um bom filme. Se não é uma obra-prima é um bom espetáculo, com momentos divertidos, um pouquinho de mensagem, uma luz para seus fãs sobre o seu momento de vida, suas opções e sentimentos em relação a sua carreira.
Allen está ficando velho, é verdade, mas não estamos todos?
E pra moçada é um delírio. Ele encheu o elenco de gostosas. Como a Grace, de Will and Grace.

São Paulo, o túmulo das Flash Mobs.

Entrou putaria, acabou-se tudo. Basta ler a notícia pra encerrar o assunto com um ‘então tá’.

Primeiro que ninguém sabe se era pra dizer ‘mexerica’ ou ‘mixirica’. Segundo que a foto fala por si só. Terceiro que se hoje é sábado, ontem foi sexta e eu publiquei aqui o email enviado pela tal “sexy flash mob”, com promoção da revista Sexy, na quarta feira. Como é que a organizadora pode ter dito que ssou as informações ontem?

Olha, meninos e meninas, K-Gay pra esse flash mob, essa mulher pelada, esse encontro, pra mexerica, pra organizadora.

A conclusão é simples: enquanto o Bush estiver no poder, não tem felicidade pra ninguém. Não se pode nem brincar de graça que já vem oportunista e empresa esperta buscando o Santo Graal da modernidade: a fama.

Pra mim, só temos uma saída: organizar o maior abaixo assinado da internet, pra que ninguém reeleja esta anta que é o Bush, este homem que acha que como o mundo começou no dia em que ele nasceu, pode muito bem acabar no dia em que ele morrer. E assim, permite que o planeta se encha de poluentes e idiotas como ele próprio.

Que saudades da elegância indiscreta dos tempos de Bill Clítoris, sempre disposto a entrar no salão oval da sua estagiária!!

Fui correndo ao shopping center em frente ao meu prédio para tirar dinheiro do caixa eletrônico. Estava na quela situação de Grana Zero. Tentando me locomover contra a maré de gente, como um salmão em águas geladas, deparei-me com muitas pessoas carregando enormes sacos plásticos da loja Zelo, recheados de edredons, talvez a única solução para estas noites tão frias.
Deu pra entender a relação de causa e efeito entre o sucesso profissional e o desfrute pessoal. Mesmo tendo visto-a de longe, a simpática senhora que é dona das lojas Zelo, merecidamente voa para Miami, de primeiríssima classe. Um dia, a gente chega lá!

Alexandre avisa que o Google também funciona como calculadora. Escreva a conta, dê enter e veja a resposta. O Google também converte unidades. Leia mais.

UOL Diversão e Arte – Hollywood adere à onda dos filmes para mulheres

Think Pink.

Eu nem tinha lido a matéria mas ontem, a informação já estava em plena pauta na nossa reunião com a equipe do Tudo Avon na Synapsys. A pauta do próximo programa é justamente essa: Pink.

Vamos fazer o programa todo em rosa, batom pink, mostrando não apenas esta tendência mas tentando entendê-la e ilustrá-la.

Latim
Achei boas explicações, em inglês, do uso de alguns termos em latim.

bom dia
acabei de lembrar de outra coisa que o Sérgio Gomes me disse e que eu não anotei. e se não anota, vou esquecer. e se não for aqui no blog, vou perder. era sobre a origem das palavras profissional, professor e profeta. todas vem do mesmo lugar, do grego prophétes, que quer dizer adivinhar, saber por antecipação.
O profeta, sabe antes, por dom divino. O professor sabe e é capaz de adivinhar pelo acúmulo de conhecimento. E o profissional sabe, antecipa pela repetida experiência em fazer o que faz.
quando aprendi isso, caiu uma imensa ficha de dois metros de diâmetro dentro do meu orelhão interior. é isso. é isso que sinto quando digo coisas para as pessoas, colegas, clientes, colaboradores, sócios, e ninguém acredita em mim. quando falo algo sobre televisão, que vejo acontecer de forma repetida há vinte anos, não é porque eu acho é porque eu estou velha de tanto ver a mesma coisa. mas quem nunca viu não acredita. e aí, faz do jeito errado e, invariavelmente, dá errado mesmo.
acho que vou meditar um pouco mais sobre o assunto e ver como posso passar de profissional pra professora e depois, para profeta. quem sabe assim alguém acredite na minha experiência!

boa noite